Persona Viagens

Um novo jeito de descobrir o mundo

Dica de viajante: Minha Buenos Aires

O relato a seguir é bem peculiar, por trazer não só dicas de lugares tradicionais em Buenos Aires, mas também de outros que fogem do percurso básico do turista brasileiro na cidade. Interessante para quem já conhece e quer ir de novo só pra curtir. Ou pra quem nunca foi, mas não quer ficar preso só aos pontos turísticos na primeira visita.

Confira o delicioso relato da Marcela Dantés:

Café Tortoni: um clássico.

Bem, para começar é  muito fácil ser turista em Buenos Aires. Os principais pontos turísticos estão todos na mesma região e o acesso e a locomoção entre eles é muito simples. Grande parte dos passeios podem ser feitos a pé (a cidade é absolutamente plana) e ainda tem metrô – que cobre os principais bairros com cinco linhas –  e táxi – bem barato para os padrões brasileiros. Não dá para não falar dos programas mais convencionais, aqueles que qualquer guia turístico descreve, que os portenhos já conhecem de cor, mas que são imperdíveis.

Palermo

É o bairro “do momento” em Buenos Aires, onde estão as lojas, os restaurantes e as pessoas mais bacanas. Merece que você tire um tempo para um passeio tranquilo e sem pressa. Melhor ainda se for no sábado ou domingo, que é quando acontece a feira de moda, artesanato e coisas moderninhas na Plaza Julio Cortázar (conhecida pelos portenhos como Plaza Serrano). Não adianta chegar na praça antes das 13h, pois é nesse horário que todas as barracas já estão montadas, e os bares funcionam a pleno vapor. É um passeio que vale a pena ser feito a pé: sugiro descer na estação de metrô Plaza de Mayo e caminhar pelas ruas de Palermo até a Plaza Serrano.

Feira de San Telmo

San Telmo é um bairro que já teve os seus tempos áureos em Buenos Aires, passando depois por um período de decadência. Atualmente, a Feira de Antiguidades que acontence todos os domingos atrai milhares de turistas, que vem dando sua contribuição para devolver o charme à região. De novo, não adianta chegar cedo. Embora todos  digam que a feira começa a funcionar às 10 da manhã, é só a partir das 12h ou 13h que todas as barracas estão montadas e os restaurantes abertos.

La Boca e Caminito

O cartão postal mais famoso da Argentina merece uma visita. A pequena  e colorida rua chamada “Caminito” fica lotada de turistas todos os dias. É um passeio para ser feito à luz do dia, uma vez que é um bairro com menos segurança em Buenos Aires. Nunca é demais falar: redobre a atenção com bolsas, câmeras fotográficas e mochilas. Importante: se você vai comprar uma camisa do Boca Juniors, não compre lá. A proximidade do famoso estádio La Bombonera eleva os preços consideravelmente. Prefira as lojas de esportes nos vários shoppings da cidade, as outlets da Av. Córdoba ou as lojas da Calle Florida.

Recoleta

A parte mais europeia da cidade é outra que merece um passeio com calma.(Já deu pra perceber que o principal item da mala deve ser um tênis bem confortável, né?) Tire um dia para caminhar pelas luxuosas ruas da Recoleta, observando os palacetes, os cafés e os portenhos mais elegantes. O cemitério da Recoleta, o Shopping Buenos Aires Design e a famosa “Flor” são passagens obrigatórias.

Puerto Madero

Depois da sua revitalização, em 2000, o bairro ficou cheio de charme. Para quem gosta de cassino, visite o único da cidade, atracado no dique 1 (Curiosidade: a legislação de Buenos Aires considera ilegal a existência de cassinos. Por isso, o mesmo fica em um barco no Rio da Prata, atracado constantemente no porto). Para quem gosta de boa comida, excelentes restaurantes, espalhados por toda a orla. E para quem gosta de paisagens interessantes, a Ponte de la Mujer, uma construção grandiosa, ligando o porto à cidade.

Centro

Plaza de Mayo, Casa Rosada, Cabildo, Palácio do Governo, Banco da Nação, Obelisco. Dá pra ver tudo isso em um passeio só. Uma vez na Plaza de Mayo, depois de visitar os importantes prédios a sua volta, desça 3 ou 4 quarteirões na Avenida de Mayo e experimente os deliciosos churros do famoso Café Tortoni. Dica 2: Todas as quintas-feiras, por volta de 15h, as Madres da Plaza de Mayo se reúnem na praça para uma manifestação, exigindo notícias de seus filhos, desaparecidos na ditadura argentina. É uma cena bonita e emocionante.

 

“Lugarzinhos”

Agora, a parte que eu acho mais interessante em Buenos Aires. Como eu já disse, a cidade é muito convidativa para longos passeios a pé. Na minha opinião, o charme de Buenos Aires está em conhecer pequenos detalhes como lojinhas, restaurantes, cafés e livrarias que fazem toda a diferença. Vou listar aqui alguns dos lugares mais bacanas que eu já visitei. Você deve visitar também, mas não deixe de descobrir os seus próprios “lugarzinhos”.

– Museu Quinquela Martin: Quinquela Martin é o pintor mais popular da Argentina. Seu ateliê ficava no Caminito e sua casa a poucos metros dali, onde hoje funcionam uma escola e o Museu de Belas Artes de La Boca, Complexo Cultural Benito Quinquela Martín. Localizado em um dos pontos turísticos mais famosos de toda a Argentina, o Museu não recebe muitos visitantes ao longo do dia. É só chegar, comprar o ingresso por $5 e se preparar para visitar três andares de um mergulho na cultura portenha. Isso, sem falar no terraço incrível, de onde é possível ver todo o bairro de La Boca. Vai lá: Pedro de Mendoza, 1835 – La Boca.

– Hotel Faena: O Hotel Faena tem assinatura do conhecido designer Philippe Starck e fica em Puerto Madero. Dentro do Hotel  está o restaurante El Bistro, que eu afirmo com segurança que é algo diferente de tudo o que você já viu. Como era de se esperar, os preços não são os mais convidativos (um jantar para duas pessoas fica em torno de U$D170), mas defendo veementemente que cada centavo gasto ali vale a pena. A começar pelo ambiente: o restaurante é todo branco, com alguns detalhes em vermelho. As garçonetes são lindas e muito atenciosas, a maioria, inclusive, fala português. E a comida, é maravilhosa. E já que você optou por desembolsar algum dinheiro, peça o pacote completo, o “Menu Degustação”. São 4 entradas, dois pratos principais e duas sobremesas, entre diversos outros mimos, preparados pelo chefe especialmente para você. A cada entrada da garçonete, uma surpresa. E elas são sempre muito atenciosas, explicando cada detalhe dos pratos servidos. Imperdível. Não se esqueça de fazer a reserva. E mesmo se você achou o preço um pouco salgado, quando estiver passeando por Puerto Madero, passe pelo hotel para conhecer. É aberto ao público e toda a arquitetura e decoração são deslumbrantes. Vai lá: Martha Salotti 445 – Dique 2 Puerto Madero Este, Buenos Aires.

– Amor Animal: Esse é para quem gosta dos animais. Em uma das principais ruas de Palermo fica a pet shop Amor Animal, uma loja diferente para você escolher mimos para os seus “perros” e gatos. Os brinquedos, roupas e acessórios são pensados com todo o carinho para que o seu melhor amigo possa se divertir e ser muito feliz. Vale uma visita. E o mais legal é que os filhotes à venda não ficam nas tradicionais gaiolinhas, como estamos acostumados aqui no Brasil, e sim, soltos, passeando à vontade pela loja. Vai lá: Jorge Luiz Borges 2175 – Palermo.

– Locos X el fútbol: O nome já diz tudo: um bar para quem gosta de futebol. Com televisões espalhadas pelos dois andares e decoração com ares de Bombonera,  assistir a um jogo ali é uma aventura. Mas, o bar abre também em dias quando não há jogo e, nesses casos, a comida deliciosa é o principal atrativo. Uma boa pedida para quem está passeando pela Recoleta e quer fugir dos restaurantes e cafés chiquérrimos. Vai lá: Azcuénaga 1898 – Recoleta

– Papelera Palermo: Depois que você entra na Papelera Palermo, não dá vontade de sair. Lá você encontra  cadernos, blocos e álbuns de fotografia maravilhosos, além de uma parede coberta de rolos de papel com as mais variadas estampas, todos lindos. Uma ótima pedida para lembrancinhas de viagem, direfentes, bonitas e muito úteis. Vai lá: Honduras 4945 – Palermo.

– Casa Cruz: O Casa Cruz não é bem um “lugarzinho”, já que é um dos restaurantes mais badalados da cidade, estando entre os preferidos dos portenhos. Já impressiona do lado de fora: duas grandes portas de bronze, sem nenhuma identificação. Dentro, o chão estampado de oncinha, uma parede que é uma adega e garçons jovens, todos de tênis pra lá de modernosos. E o estilo não fica só no ambiente. Os pratos são deliciosos e muito bonitos. Vale a pena. Não vá sem reservar. Vai lá: Uriarte 1658 – Palermo.

– Parque de La Costa: Se você viaja com crianças ou mesmo se gosta de um bom parque de diversões, não deixe de visitar o Parque de la Costa, localizado às margens do Rio Tigre. Para chegar lá, a melhor opção é o Tren de la Costa (informe-se no site http://www.trendelacosta.com.ar).

– VZ: Essa é para as mulheres que já separaram alguns dólares para gastar em cosméticos no Free Shop. A VZ é uma grande rede de cosméticos da Argentina e você pode encontrar suas lojas em praticamente todos os shoppings da cidade. Com uma grande variedade de produtos, entre cremes, sabonetes, shampoos, perfumes e até essências para a casa, o preço é muito convidativo e posso garantir que os produtos são de excelente qualidade. Isso sem falar no capricho das embalagens. Vale a pena conhecer. E cuidado com o excesso de bagagem.

 [Texto e fotos de Marcela Dantés]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Arquivo

Endereço

Rua Francisco Deslandes, 971 - Sala 512 - Belo Horizonte/MG - Brasil - 30310-530

Contato

+55 (31) 3264-1212 persona@ personaviagens.com

Compartilhe

Facebook Twitter More...

Twitter

Instagram

Instagram
%d blogueiros gostam disto: